Ginástica Localizada: Por Que Incluir essa Modalidade no Treino?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Assine nossa Newsletter e receba conteúdos exclusivos Hele Fitness!

A ginástica localizada chegou com tudo para preencher a lacuna da falta de exercício físico no dia a dia das pessoas.

Com o objetivo de fortalecer o corpo, emagrecer e beneficiar a saúde, a prática renova a qualidade de vida de quem a realiza. Continue a leitura e saiba mais sobre o treino de ginástica localizada e seus benefícios!

Treino de ginástica localizada e benefícios

Toda atividade física oferece benefícios a quem decide praticá-la e com a ginástica localizada não seria diferente. O objetivo maior de procura por exercícios é a perda de peso, uma hora de treino de ginástica localizada pode proporcionar a perda de 350 a 500 calorias.

Mas esse não é o único benefício adquirido ao praticar a ginástica, alguns outros são:

  • auxílio no quadro de doenças cardiovasculares e respiratórias: os movimentos fortalecem o funcionamento do coração e dos pulmões;
  • qualidade de vida: resultando em bem-estar, contentamento, como boa disposição física e mental;
  • modelagem do corpo: além da perda de peso, a ginástica modela o corpo por conter práticas que beneficiam regiões específicas;
  • melhora no condicionamento físico: como agilidade, equilíbrio e postura;
  • prevenção de lesões: principalmente para quem já pratica outros esportes.

Ginástica como novo treinamento

A ginástica localizada é uma ótima opção para quem já tentou outros treinamentos, mas desistiu em pouco tempo. É comum isso acontecer com aqueles que iniciam o treino de musculação, mas logo se sentem desmotivados por achar a atividade chata e cansativa.

No entanto, a ginástica pode ser praticada em casa ou em academias, da forma que o usuário se sentir melhor, e há uma variedade de exercícios que podem ser realizados sem a necessidade de uma estrutura planejada para tal.

A seguir, veja uma sugestão de exercícios iniciais para você começar o treino de ginástica localizada hoje mesmo:

  • aquecimento: antes de começar qualquer exercício, recomenda-se 10 minutos de movimentos para aquecer o corpo, como exercícios de baixa intensidade e alongamento;
  • exercícios no solo: para treinar o abdômen e os glúteos, poderá utilizar caneleiras e anilhas como aumento de peso e intensidade ao exercício;
  • agachamento com salto: flexione as pernas e salte verticalmente voltando ao solo na posição de agachamento para diminuir o impacto do movimento;
  • burpee: adiciona-se a posição de prancha com flexão de braço ao agachamento com salto vertical.

Ginástica como complemento para o treino atual

Para aqueles que já possuem um treino específico, saiba que a ginástica localizada pode entrar como complementação. Por exemplo, atletas podem adicionar o treino funcional a fim de melhorar o condicionamento físico e prevenir lesões durante uma prova ou maratona.

Além do mais, a prática gerará maior resistência muscular que pode ser programada para alguma região específica do corpo já que o exercício é localizado. Um praticante de Crossfit, por exemplo, pode — e deve — incluir a ginástica localizada ao seu treino.

Apesar de ser importante tonificar todos os músculos para qualquer prática esportiva, às vezes, o atleta quer focar no treino de seus membros inferiores ou de seus membros posteriores. Saiba que isso é possível com a escolha de exercícios da ginástica localizada desenvolvidos especificamente para essas regiões.

Gostou de aprender sobre o treino de ginástica localizada e seus benefícios, então vale ressaltar que ela não precisa de equipamentos para ser realizada, mas caso queira aumentar a variedade de movimentos realizados, os elásticos podem ser utilizados no treino. Conheça-os agora mesmo!

Assine nossa Newsletter e receba conteúdos exclusivos Hele Fitness!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email